Como é feito o abastecimento de aviões nos aeroportos

Como é feito o abastecimento de aviões nos aeroportos

Como é feito o abastecimento de aviões nos aeroportos

O Brasil, apesar de ser um país de dimensões continentais e de grandes distâncias percorridas, ainda não possui o meio de transporte aéreo como realidade de todos. O principal fator que cria essa barreira para o crescimento de número de passageiros são os altos valores das passagens aéreas. Mesmo assim, segundo dados da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR), os mais de 100 aeroportos brasileiros com voos regulares transportam anualmente cerca de 130 milhões de passageiros. Para poder atender a essa demanda de decolagens, são realizados aproximadamente 1 milhão de procedimentos de abastecimento. Isso resulta em mais de 7 bilhões de litros de combustíveis passando pelos sistemas de abastecimento de aeroportos nacionais.

Como é feito o abastecimento em aeroportos?

O combustível para aviação é considerado fóssil e usado especificamente para aeronaves. Diferente dos outros combustíveis, este apresenta uma qualidade superior, por possuir em sua composição menos aplicações para o aquecimento ou transporte, além de conter mais aditivos para diminuir o risco de congelamento ou explosão, levando-se em conta as situações em que ele pode ser exposto durante o vôo. Por apresentar essas especificações, o processo de abastecimento de aeronaves exige equipamentos específicos, e é realizado, principalmente, por sistemas de hidrantes instalados nos aeroportos de grandes proporções. São sistemas que levam o combustível até as várias posições de estacionamento dos aviões.

Os aeroportos possuem tanques de combustíveis aéreos para recebimento, decantação e expedição, onde o combustível fica disponível para a aeronave por meio do pit de abastecimento, nas tubulações subterrâneas. Para auxiliar nesta atividade, são utilizados os servidores de hidrante que têm a função intermediária de medir, filtrar e controlar a pressão do combustível entregue à aeronave.

Formas de transferência de abastecimento

Basicamente, o fluxo logístico para o transporte de combustíveis funciona da seguinte maneira: o combustível sai da refinaria transportado por caminhões tanques equipados com sistemas diferenciados que garantem a qualidade do produto, da origem até a chegada às aeronaves. Os aeroportos de grande porte possuem tanques subterrâneos utilizados para a armazenagem deste produto até a sua utilização. Para que o combustível chegue até a aeronave, o produto passa por um sistema de transferência.

Existem dois métodos para transferir o combustível: debaixo da asa ou sobre a asa da aeronave. O abastecimento ocorre debaixo da asa quando se tratam de aeronaves grandes. Já o abastecimento sobre a asa é efetuado em aviões pequenos e helicópteros. Este tipo de abastecimento é parecido ao dos automóveis: uma ou mais mangueiras de combustível são colocadas no avião tal como numa bomba de combustível convencional. Este tipo de distribuição entre tanques é controlada através de um painel de controle que se encontra no cockpit da aeronave.

DEL 1624: garantia de segurança e qualidade

Considerando que o abastecimento das aeronaves nos aeroportos impõe a manutenção de reservatórios subterrâneos nos próprios aeroportos, foi criado o Decreto-Lei 1624, de 23 de setembro de 1939, que discorre sobre a instalação, nos aeroportos, de depósitos subterrâneos para abastecimento das aeronaves. O decreto tem o objetivo de atentar para a segurança durante o procedimento de abastecimento em aeroportos e evitar a grande movimentação de transporte de combustíveis dentro das cidades. Se quiser saber mais sobre o documento, clique aqui.

Para quem trabalha com tanques para armazenagem de combustíveis, é importante sempre optar por uma empresa que ofereça produtos de qualidade e que garantam a segurança dos seus clientes e do produto armazenado. A Plamex oferece soluções em armazenagem dentro das normas e padrões de segurança. Acesse nosso site e solicite seu orçamento.

Compartilhe conosco suas dúvidas sobre o abastecimento em aeroportos.

Junte-se aos nossos assinantes.

Receba as notícias do nosso blog, quentinhas, direto do forno.




Posts mais vistos


  • E-book

    Baixe o e-book