Por que você deve ter um mapa de risco?

Por que você deve ter um mapa de risco?

Por que você deve ter um mapa de risco?

Diversas normas técnicas e legislações foram instituídas na produção e instalação de equipamentos utilizados para a armazenagem de combustíveis. Além disso, existem outros tantos equipamentos de segurança, utilizados junto a procedimentos padrão instituídos para garantir a segurança das pessoas que frequentam e convivem diariamente em locais de risco. Por se tratar de combustível derivado do petróleo, todo cuidado é pouco, levando-se em conta o poder de contaminação que esse tipo produto possui. Porém, nem sempre todo esse cuidado é o suficiente para se evitar acidentes. Nesses casos, é necessário sempre estar pronto para atuar com agilidade e eficácia, diminuindo os riscos de contaminação que qualquer vazamento possa oferecer. Mais do que um aparato de equipamento e pessoas treinadas para atuar em casos de emergência, é indispensável que o local possua um mapa de risco, tornando as ações mais rápidas para garantir a segurança de todos.

O que é um mapa de risco

Um mapa de risco nada mais é do que uma representação gráfica feita sobre a planta de uma área ou de um setor. Esse desenho serve para apontar locais que oferecem riscos à segurança, e qual a sua intensidade. O mapa possui uma legenda indicativa com o significado dos símbolos utilizados para indicação dos locais que apresentam riscos, o tipo e sua intensidade. Os riscos possíveis são classificados em cinco e representados por cores padrão definidas por lei. São elas:

  • Risco físico: vibração, radiação ionizante e não ionizante, frio, calor, pressões anormais e umidade;
  • Risco químico: poeiras, fumos, neblinas, gases, vapores, substâncias compostas ou produtos químicos em geral;
  • Risco biológico: vírus, bactérias, fungos, parasitas e bacilos;
  • Risco ergonômico: esforço físico intenso, levantamento e transporte manual de peso, controle rígido de produtividade, imposição de ritmos excessivos, trabalho em turno noturno, jornadas de trabalho prolongadas, monotonia e repetitividade e outras situações provocadoras de stress psíquico e físico;
  • Risco de acidente: arranjo físico inadequado, máquinas e equipamentos sem proteção ou iluminação inadequada, probabilidade de incêndios ou explosões, animais peçonhentos, armazenamento inadequado e outras situações que possam acabar em acidentes.

Por que você deve ter um mapa de risco

A legislação trabalhista determina que a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) elabore um mapa de risco. Desse modo, a presença desse material é uma exigência legal que deve ser cumprida por todos os estabelecimentos que realizam a armazenagem de combustíveis. No entanto, o mapa trata-se de uma ferramenta preventiva de acidentes. Mas além de existir, ele deve estar ao alcance de todos os indivíduos que frequentam o local de risco. Por isso, ele não deve ser elaborado apenas por se tratar de uma regra, mas sim, para garantir a qualidade de vida e saúde de todos os envolvidos. Sua importância maior é na indicação do tipo de risco e sua intensidade que cada área apresenta. Entretanto, outra importante função dessa ferramenta, principalmente, para os membros da CIPA que elaboram o mapa: o conhecimento de cada setor e os riscos que oferecem. Além disso, o mapa de risco complementa as normas técnicas que orientam para os diversos aspectos de segurança no posto.

Entenda os riscos

Os combustíveis são líquidos inflamáveis e possuem substâncias tóxicas prejudiciais a saúde e a segurança das pessoas. Quando em contato com o meio ambiente, esse produto contém um alto poder de contaminação da terra, causando graves consequências ao local, como a improdutividade. Além do solo, os combustíveis podem atingir os lençóis freáticos, colocando em perigo toda a rede fluvial e inabilitando a água para consumo humano. Derivados de petróleo como gasolina e diesel contém em hidrocarbonetos e benzenos, substâncias altamente prejudiciais à saúde, podendo causar doenças no aparelho respiratório, pele e olhos. Em casos mais graves, o contato com esses líquidos pode levar ao câncer.

Módulo de abastecimento

Atenção aos detalhes

Reservatórios de gasolina, álcool e diesel são fabricados com materiais resistentes, sempre seguindo normas e regras padronizadas que garantam a segurança durante o processo de armazenagem de combustíveis. Mesmo assim, esses equipamento sofrem desgaste pelo uso durante longos períodos, e podem apresentar vazamentos que prejudicam o meio ambiente, além de colocar em risco os funcionários do posto e as pessoas que moram na região. Tanques com mais de 10 anos de uso requerem maior atenção, mas mesmo os sistemas de armazenamento mais novos estão sujeitos a defeitos que levam a perda de produto a podem causar danos ao meio ambiente.

Quando se trata de armazenagem de combustíveis, o quesito segurança deve estar sempre em primeiro lugar, por isso você precisa escolher uma empresa que ofereça soluções em armazenagem de combustíveis de qualidade e confiança. Além de equipamentos de garantia e fabricados dentro de rigorosos processos de segurança. Oferecemos a você um suporte com profissionais preparados para atuar em qualquer situação. Acesse nosso site e solicite um orçamento.

Você já possui um mapa de risco do seu estabelecimento? Então compartilhe conosco a importância dessa ferramenta para a segurança do seu negócio.

 

Junte-se aos nossos assinantes.

Receba as notícias do nosso blog, quentinhas, direto do forno.




Posts mais vistos


  • E-book

    Baixe o e-book